Quero ser sueca | I want to be swedish PART 2


Porque eles promovem correctamente o uso de transportes públicos, uma viagem do aeroporto ao centro da cidade pode ser feita rápida e comodamente num comboio de alta velocidade (mesmo para 2 pessoas fica mais barato do que o táxi), fazem descontos a séniores, menores de 25 e famílias numerosas.
Foi em Estocolmo que pela 1ª vez vi um cartão na casa-de-banho a informar que as toalhas do banho só eram trocadas se as deixassemos no chão... na altura pensei "isto é genial". Na realidade quem é que em casa muda as toalhas todos os dias? É ridículo fazê-lo só porque estamos num hotel.
A 10 quilómetros de Estocolmo foi construída uma vila composta por 50 casas e que usa os painéis solares para aquecer as casas no Inverno. De que forma? Todo o calor do Sol no Verão é armazenado em rocha granítica. Resultado: poupa mais de 60% da energia necessária para aquecer as casas e a água, ou seja, menos 300 a 450 toneladas de dióxido de carbono na atmosfera por ano. Imaginem a potencialidade desta solução para um país como Portugal, onde há Sol com fartura.
Mais de 30% dos novos carros vendidos usam fontes de energia renovável, como o biogás ou o etanol. A entrada na cidade por carro obriga ao pagamento de uma taxa o que faz com que tendo Estocolmo mais habitantes que Lisboa tenha muito menos trânsito.
Alguns tipos de produtos como o vidro e as embalagens metálicas são recolhidas pelas empresas que os produzem, pois são obrigados por lei a reutilizá-los.
O incrível disto tudo é pensar que as pessoas são educadas desde muito cedo a agirem da forma correcta, portanto deve ser muito invulgar ouvir alguém dizer que não recicla porque dá muito trabalho, ou porque nem sabe muito bem como é que se faz, ou que só recicla isto ou aquilo, como eu passo a vida a ouvir...
Algumas destas informações foram encontradas no blog Verde Suécia
continua...
-----
Because they promote correctly the use of public transports, a trip from the airport to the city center can be quickly and easily made in a high-speed train (even for 2 people is cheaper than a taxi), there are discounts for seniors, under 25 and large families.
It was in Stockholm that I saw for the 1st time a card in the bathroom informing that the towels wouldn't be changed unless we leave them on the floor... I thought "this is brilliant." Indeed who changes the bath towels everyday at home? It is ridiculous to do so only because we are in an hotel.
Ten miles from Stockholm they built a village with 50 houses that use solar panels to heat the houses and the water in winter. How? The heat of the sun in summer is stored in granite rock. Results: they save over 60% of the energy needed to heat homes and water, this means less 300 to 450 tonnes of carbon dioxide in the atmosphere per year. Imagine the potential of this solution for Portugal, where there is a lot of sunny days.
Over 30% of new cars sold use renewable energy sources such as biogas or ethanol. Entering in Stockholm by car requires the payment of a fee, so although there's more people living in Stockholm that in Lisbon they have less traffic.
Some products like glass and metal packages are collected by the companies that produce it, they are required by law to reuse them.
The amazing of all this is to think that people are educated from an early age to act correctly, so it must be very unusual to hear someone saying that don't recycles, as I often listen...
Some information was found in the blog Verde Suécia
it continues...

2 comentários:

ηatalie αfonseca disse...

É! Suécia é um país muito à frente!
Com pessoas especiais :P

Mas falando a sério, ainda temos (Portugal e não só) muito para aprender! :))

pombamarela disse...

Estão uns 40 anos à nossa frente + coisa - coisa

Enviar um comentário