Há coisas que não se explicam


O meu fds começou assim, bem cedo a andar pelas ruas da Graça e de Alfama. Adoro as escadinhas acidentadas dos bairros de Lisboa, adoro o eléctrico, adoro a luz desta cidade.
Falando de pessoas... há pessoas que mal as conheço me fazem logo sentir bem e sei que vou gostar delas e dos seus projectos, mesmo que só as veja na ladralternativa, de dois em dois meses. Gosto tanto do António, da Patrícia, da Sara, da Sónia, do casal Lírio, esta feira ainda conheci a Margarida e a Siça. Há outras pessoas mas que não chego a saber o nome, passo dois dias a falar com elas e nunca perguntamos o nome uns aos outros...
E por último os clientes, gosto de todos como é óbvio, mas há uns especiais como a Ana e o Marido que em todas as feiras me compram alguma peça e com quem gosto imenso de conversar, e outras pessoas que gostam transvesalmente do meu trabalho, ou seja, que compram peças de adulto e de bebé e a quem não tenho que dar muitas explicações sobre as peças porque elas entendem-nas e ao seu valor.
A todos um ENORME obrigada :)

2 comentários:

ηatalie αfonseca disse...

Quem me dera ter estado por perto para ir à Feira!!!!!!
Espero que tenha corrido bem! Muito bem! Próximo fim-de-semana há mais, certo? :)))

As pregadeiras têm sido um sucesso. A ver se alguém compra! ;)

pombamarela disse...

Correu bem thanks :)
Havia coisas muito giras. Quanto às pregadeiras deve ser difícil porque já só tenho duas e não vou fazer mais joaninhas :P

Enviar um comentário