é minha MÃE é poetisa

O dia esteve de chuva, feio e cinzento, nestes dias não me apetece fazer nada. Lembrei-me de transcrever um poema que a minha mãe me fez em 2000 no meu 26º aniversário, e que reza assim:
"Para a Ana , com amor

Há nos teus olhos verdes tal fulgor
E no teu riso tanta claridade
Que o lembrar-me de ti é ter saudade
Duma roseira brava toda em flor
Tua mãe, tua irmã e tua amiga
Tu és, toda em flor, a minha filha
Minha roseira brava, que és só minha!"
Margarida Moreira

2 comentários:

Margarida Bruno disse...

Olá!
Hoje não te largo?!?!
A mãe também me escreveu um poema para o meu livro de curso...chorei como uma doida! Vou por no meu blog, assim que tiver tempo.
Ai mãe LINDA!
Bjs,
sister

Lover disse...

quem tem uma mãe, tem um tesouro...e quem tem uma como a tua, e a minha, tem tudo! Está na hora de serem vocês a escreverem, pintarem, fotografarem...para a Mãe Margarida ;)
Beijinhoooo enorme para ela:)

Enviar um comentário