Uma filosofia para toda a vida | A philosophy for life


Muitas pessoas já terão ouvido falar de Steve Jobs, responsável pela criação do Macintosh. Eu ouvi falar dele, pela primeira vez na Universidade, numa altura em que só havia Photoshop, na altura versão 2.0, e Freehand para Mac. Pensar nestas coisas é que me faz sentir velha e não o facto de ver as minhas filhas crescer... adiante. Já fui uma Apple addict, tive vários, trabalhei com muitos, e apesar de hoje ter um Pc com tecnologia Microsoft continuo a adorar tudo o que Apple faz, porque o faz melhor e mais bonito, infelizmente também o faz mais caro. Mas este post também não é para falar da Apple e sim do discurso que o Steve Jobs fez (parte1 e parte 2) aos finalistas da Universidade de Stanford.
"Your time is limited, so don't waist it living someone else's life... stay hungry, stay foolish"
-----
Many of you may already heard the name of Steve Jobs, responsible for creating the Macintosh. I heard about him at University, back then there was only Photoshop, version 2.0, and Freehand for Mac. Reminding these things makes me feel old, I don't feel it by seeing my daughters growing... moving on. I was an Apple addict, I had a few, worked with many, and even today although I have a PC with Microsoft technology I still love everything Apple does, because they do it better and more beautiful, unfortunately it's more expensive. But this post is not to talk about Apple, but the speech that Steve Jobs did (Part1 and Part 2) to Stanford University graduates.
"Your time is limited, so do not waist it living someone else's life ... stay hungry, stay foolish"

3 comentários:

ηatalie αfonseca disse...

Amei a frase!!!!!
E é isso mesmo! Mais um lema para a minha vida!!!!

"Your time is limited, so don't waist it living someone else's life... stay hungry, stay foolish"

:)

Também adoro o photoshop :D

pombamarela disse...

Viste os vídeos? vê os vídeos, vais ficar com as lágrimas nos olhos

Margarida Bruno disse...

BRUTAL!!!!
É o meu lema desde há uns anos. só vale a pena se gostarmos, senão, que fazemos por cá? Há que aproveitar a vida até ao tutano, fazer o que se gosta, nunca desmoronar...porque vale a pena!
Bjs

Enviar um comentário