meu GRANDE amor


Quero falar de ti, para quando souberes ler, veres quando te adoro, para perceberes que a mana que ai vem e que vai abalar completamente o teu mundo, até agora só teu, também vai fazer parte do meu coração, do meu tempo, do meu/nosso espaço, mas que o meu amor por ti continua intocável.
É-me difícil escolher "a" fotografia, mas esta é uma das que mais gosto. Foi tirada quando tinhas 1 ano e meio, ainda na nossa 1ª casa, em Sta. Engrácia.
És uma menina muito independente, acho até que te tornaste mais dependente de nós depois de saberes que ias ter uma mana, sabes o que queres e é preciso ter muita ginástica mental para te dar a volta. estou até convencida que todos nascemos assim, e que com o tempo e o crescimento aprendemos a desistir ou abdicar daquilo que queremos. Ouço muitas vezes dizer que as crianças são teimosas, eu acredito que são perseverantes.
Contigo reaprendi a rir e a chorar de alegria, por coisas simples, pelo simples facto de te ver a brincar ou a palrar.
Começaste a gatinhar cedo, a andar cedo, a falar cedo, só os dentes é que parecia não haver forma de os ver nascer.
Adoras andar de avião, dizes que queres ser piloto, para levar as escadas até ao avião.
Sabes sempre onde estão as coisas, as tuas, as nossas e as dos outros.
Andas sempre atrás dos lápis, pintas com "pintas" (guaches) com muito cuidado, lavas sempre o pincel entre cada cor, o que eu acho de louvar numa menina de 3 anos.
Quando te pergunto o que foi a comida na escola respondes sempre "pão". Desde os 2 anos e qualquer coisa que é possível conversar contigo, com perguntas e respostas, muitas vezes és tu mesma a começá-las.
A tua palavra, que é a minha preferida: linguar = lamber. "Mamã vou linguar isto", ou "linguei aquilo".
A água é decididamente o teu elemento, pode ser a da praia, a da piscina, a do copo ou a da torneira, não interessa, adoras brincar com água, mexer em água, beber água... O dia de ir à piscina é uma festa, mas já dizes que só se carrega uma vez no botão do autoclismo porque senão não há água para os peixinhos.
Olho os teus olhos castanhos e fico de coração apertado quando me dizes: "és linda mamã" ou "eu também gosto muito de ti", mesmo que seja para te deixar fazer ou mexer nalguma coisa que não é suposto.

3 comentários:

Lover disse...

Agora sim, caso para dizer: de arrepiar e chorar por mais ...:)és cada vez mais uma surpresa para mim! Pensava eu que te conhecia.:)Nocas, lindo, lindo...a sorte que as tuas filhas têm! Beijo muito grandeee...Gosto muito de Ti Mãe Nocas...és Linda (e eu também tenhos olhos castanhos, agora não conseguirias vê-los estão inundados...;))
Da tia e amiga Gi

pombamarela disse...

Tu tb és LINDA minha querida, tens um coração tão bom e mereces toda a felicidade possível. Não conheces muito o meu lado de mãe, porque quando nos conhecemos eu nem pensava em ter filhos, ao contrário de ti, e agora que os tenho não estamos perto geograficamente uma da outra.

Margarida Bruno disse...

Pois bem,
também eu fiquei, tal como a Gi, com os olhos inundados...creio que tens mesmo vocação para mãe! Que sorte têm as tuas filhas!Eu, pelo contrário, tenho um amor incondicional pelos meus Amores, mas tenho dias tão de fugir, de tanta correria, que perco a paciência e eles não têm culpa. Eu é que fico de rastos!Continuo a apostar neste curso, mas tenho dias em que só me apetecia fugir para bem longe, com eles, e cobri-los de beijos e mimo...pergunto-me se não estarei a perder tanta coisa e se este esforço descomunal que ando a fazer vai um dia recompensá-los, se vou ter mais tempo para eles (e precisam tanto de mim!), se vou poder estar com eles sem pensar no que tenho para fazer, etc, etc...
Enfim, creio que o teclado já está encharcado e vai sair faísca a qualquer momento...deve ser da PDI!
És maravilhosa!
Bjs,
sister

Enviar um comentário